Pomada para a candidíase feminina

Compartilha Saúde
[Total: 282    Média: 3.2/5]

Conheça algumas pomadas farmacêuticas recomendadas para o tratamento da candidíase feminina

Algumas mulheres sofrem de candidíase e por vezes o uso de remédios caseiros pode ser insuficiente. Nestes casos o mais aconselhável é mesmo usar uma pomada.

Para o tratamento farmacêutico da candidíase feminina o melhor é usar uma pomada antifúngica que contenha na sua composição  a substância Miconazol.

As pomadas antifúngicas são a melhor opção farmacêutica para curar a candidíase feminina ou infecção vaginal já que elas conseguem erradicar o fungo da cândida e equilibrar a flora vaginal sem causar nenhum tipo de efeitos secundários.

Como usar a pomada para candidíase feminina

Estas pomadas antifúngicas devem ser usadas à diário durante 10 ou 15 dias e aplicadas na área externa e interna da vagina. O uso da pomada também deve ser mantida mesmo depois dos sintomas terem desaparecido mas com menos periodicidade, por exemplo uma vez por semana.

Foto pomada para candidíase feminina

A pomada Gino Canesten é muito popular

Pomada para a candidíase crônica ou recorrente

Para as mulheres que sofram de candidíase crônica ou recorrente o uso de pomadas pode não ser a solução, já que normalmente o fungo da cândida torna-se resistente ao medicamento. Nestes casos o melhor será fazer um tratamento para a candidíase usando bicarbonato de sódio para ajudar a equilibrar o PH vaginal e assim reestabelecer a flora vaginal.

Sintomas da candidíase feminina

No nosso artigo Candidíase vaginal já vimos os sintomas desta doença, no entanto nunca é demais relembrar. Os sintomas da candidíase feminina são:

  • Aparecimento de corrimento branco ou amarelo;
  • Corrimento com mau odor;
  • Coceira vaginal;
  • Dor ao urinar;
  • Ardor ao urinar;
  • Mau cheiro vaginal;
  • Vermelhidão ao redor da vagina;
  • Inchaço ao redor da vagina;

  A candidíase feminina é contagiosa?

A candidíase não se pega de uma pessoa para outra. Ela é uma doença auto imune. Quando o sistema imunitário da mulher esta em baixo ou muito fraco os fungos que habitam na vagina têm mais facilidade para se multiplicarem, entre estes fungos está o fungo da cândida, o que faz com que flora vaginal perca o seu equilíbrio natural. Por tanto a candidíase não é contagiosa.

Links Recomendados:

Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia

Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica

19 Comentários
  1. 24 de janeiro de 2016
  2. 31 de dezembro de 2015
  3. 9 de setembro de 2015
    • 1 de fevereiro de 2016
  4. 11 de julho de 2014
    • 1 de fevereiro de 2016
  5. 7 de maio de 2014
  6. 8 de abril de 2014
  7. 9 de março de 2014
    • 5 de abril de 2014
    • 3 de dezembro de 2014
  8. 6 de janeiro de 2014
  9. 18 de setembro de 2013
    • 30 de agosto de 2014
    • 30 de dezembro de 2014
  10. 5 de junho de 2013
    • 5 de junho de 2013
    • 12 de setembro de 2013
    • 2 de agosto de 2014

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.

Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer funcionalidades de redes sociais e analisar o nosso tráfego. Também partilhamos informações acerca da sua utilização do site com os nossos parceiros de redes sociais, publicidade e análise Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close