Pomada para a candidíase feminina

Compartilha Saúde
[Total: 142    Média: 3.6/5]

Conheça algumas pomadas farmacêuticas recomendadas para o tratamento da candidíase feminina

Algumas mulheres sofrem de candidíase e por vezes o uso de remédios caseiros pode ser insuficiente. Nestes casos o mais aconselhável é mesmo usar uma pomada.

Para o tratamento farmacêutico da candidíase feminina o melhor é usar uma pomada antifúngica que contenha na sua composição  a substância Miconazol.

As pomadas antifúngicas são a melhor opção farmacêutica para curar a candidíase feminina ou infecção vaginal já que elas conseguem erradicar o fungo da cândida e equilibrar a flora vaginal sem causar nenhum tipo de efeitos secundários.

Como usar a pomada para candidíase feminina

Estas pomadas antifúngicas devem ser usadas à diário durante 10 ou 15 dias e aplicadas na área externa e interna da vagina. O uso da pomada também deve ser mantida mesmo depois dos sintomas terem desaparecido mas com menos periodicidade, por exemplo uma vez por semana.

Foto pomada para candidíase feminina

A pomada Gino Canesten é muito popular

Pomada para a candidíase crônica ou recorrente

Para as mulheres que sofram de candidíase crônica ou recorrente o uso de pomadas pode não ser a solução, já que normalmente o fungo da cândida torna-se resistente ao medicamento. Nestes casos o melhor será fazer um tratamento para a candidíase usando bicarbonato de sódio para ajudar a equilibrar o PH vaginal e assim reestabelecer a flora vaginal.

Sintomas da candidíase feminina

No nosso artigo Candidíase vaginal já vimos os sintomas desta doença, no entanto nunca é demais relembrar. Os sintomas da candidíase feminina são:

  • Aparecimento de corrimento branco ou amarelo;
  • Corrimento com mau odor;
  • Coceira vaginal;
  • Dor ao urinar;
  • Ardor ao urinar;
  • Mau cheiro vaginal;
  • Vermelhidão ao redor da vagina;
  • Inchaço ao redor da vagina;

  A candidíase feminina é contagiosa?

A candidíase não se pega de uma pessoa para outra. Ela é uma doença auto imune. Quando o sistema imunitário da mulher esta em baixo ou muito fraco os fungos que habitam na vagina têm mais facilidade para se multiplicarem, entre estes fungos está o fungo da cândida, o que faz com que flora vaginal perca o seu equilíbrio natural. Por tanto a candidíase não é contagiosa.

Links Recomendados:

Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia

Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica

19 Comentários
  1. 24 de janeiro de 2016
  2. 31 de dezembro de 2015
  3. 9 de setembro de 2015
    • 1 de fevereiro de 2016
  4. 11 de julho de 2014
    • 1 de fevereiro de 2016
  5. 7 de maio de 2014
  6. 8 de abril de 2014
  7. 9 de março de 2014
    • 5 de abril de 2014
    • 3 de dezembro de 2014
  8. 6 de janeiro de 2014
  9. 18 de setembro de 2013
    • 30 de agosto de 2014
    • 30 de dezembro de 2014
  10. 5 de junho de 2013
    • 5 de junho de 2013
    • 12 de setembro de 2013
    • 2 de agosto de 2014

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.