Herpes labial – sintomas e tratamento natural

Se você tem uma ferida ou bolhas nos lábios, quase com certeza que sofre de herpes labial. Ardor, formação de crostas amarelas e coceira ou comichão podem também ser sintomas desta doença. Em alguns casos específicos também pode aparecer fadiga, dores de cabeça e febre.

Neste artigo deixaremos alguns tratamentos e remédios caseiros para ajudar a eliminar e secar o herpes labial.

 

O que é o Herpes Labial?

O herpes no lábio é uma doença bastante contagiosa para quem tiver contato direto com a zona afetada ou até com a própria saliva do doente. Esta doença é causada pelo vírus “herpes simplex tipo 1” (HSV-1) e também é conhecida como herpes simples.

 Ao contrario do que se pensa, esta doença é muito comum entre a população, estudos realizados concluiu que entre 70 a 90% dos adultos sejam portadores do vírus HSV-1, mas sem a doença se manifestar em todas as pessoas. Um outro estudo mostrou que 60% das crianças já tiveram herpes labial antes de atingir os 15 anos de idade.

Foto demostrativa de herpes labial

Os principais sintomas do herpes labial são os ferimentos e bolhas

 

Causas do Herpes Labial?

Já vimos que mais de 70% das pessoas são portadores do vírus que causa o herpes labial, mas nem em todas  desenvolvem a doença, os genes de cada pessoa podem ser os responsáveis pelo surgimento ou a ausência  do herpes nos lábios. Um estudo cientifico concluiu que as pessoas que sofrem recorrentemente desta doença apresentam diferenças no gene “c21orf91” no cromossoma 21, o que leva a crer que seja este gene o responsável pelo aparecimento da doença. No entanto existem outros fatores que podem favorecer o seu aparecimento:

  • Ter tido alguma doenças infecciosa recentemente, tal como uma gripe ou constipação;
  • Exposição prolongada a baixas temperaturas;
  • Febre a cima dos 39º;
  • Problemas nervosos, tais como o stress ou ansiedade;
  • Exposição prolongada ao sol ou câmaras de bronzeamento artificiais;
  • Variações hormonais nas mulheres, tais como a chegada da menstruação ou  gravidez;

Sintomas do Herpes Labial

O sinais ou sintomas do herpes labial são muito fáceis de reconhecer, normalmente começam por aparecer ferimentos nos lábios e que depois evoluem para bolhas cheias de líquido de cor clara.

Para secar o herpes labial  normalmente são necessários 8 dias, depois desaparece sem deixar qualquer tipo de cicatriz. Podemos listas os sintomas:

  • Aparecimento de pequenas vesículas vermelhas;
  • Aparecimento de bolhas com líquido;
  • aparecimento de crosta amarelada;
  • Ardor, comichão ou coceira no lábio;
  • Em alguns casos pode aparecer febre, dores de cabeça ou fadiga.

 

Dicas para prevenir o aparecimento do Herpes Labial

  • Proteger os lábios com protetor solar de alto fator antes de uma exposição prolongada ao sol ou câmara de bronzeamento;
  • Não partilhar batons ou protetore labiais;
  • Evite beijar pessoas que tenham ferimentos parecidos com os sintomas já mencionados;
  • Evitar situações de ansiedade ou stress;

 

Tratamento caseiro natural para o Herpes Labial

Existem vários tratamentos e remédios caseiros para curar o herpes labial, a continuação citaremos os mais eficazes:

  • Compressas de gelo: coloque-as sobre a zona afetada durante 3 minutos, várias vezes por dia, isto permite aliviar as dores e diminuir o desenvolvimento do vírus.
  • Aplicar mel sobre as feridas: esta provado que o mel pode ser tão eficaz para secar o herpes labial como os melhores cremes vendidos na farmácia. Aplique mel de abelha na zona afetada 4 vezes ao dia.
  • Água oxigenada: aplique água oxigenada sobre a zona afetada 4 vezes ao dia. Isto vai ajudar a secar o herpes mais rapidamente.

 

Veja também outras dicas e remédios caseiros para curar o herpes labial

 

 

12 Comentários
  1. 24 de janeiro de 2016
  2. 22 de dezembro de 2013
    • 6 de fevereiro de 2016
  3. 3 de outubro de 2013
    • 27 de janeiro de 2014
  4. 3 de outubro de 2013
  5. 1 de agosto de 2013
  6. 30 de julho de 2013
  7. 19 de julho de 2013
  8. 6 de maio de 2013
  9. 6 de fevereiro de 2013
  10. 23 de outubro de 2012

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *