jun 282013
 

O que é a  incontinência urinária?

A incontinência urinária (perda involuntária de urina) é um problema comum que afeta mais mulheres do que homens. Pode dever-se a uma instabilidade da bexiga, que se contrai demasiado facilmente, ou ainda a uma fraqueza dos músculos do períneo ou do esfíncter que mantém a bexiga fechada. Pode ser permanente, manifestar-se apenas nos momentos de aflição ou aquando de contrações dos abdominais (em caso de esforço, acesso de tosse, ataque de riso). Em caso de fraqueza do períneo, podem ser recomendados exercícios de reforço do pavimento pélvico (ou exercício de Kegel, de Arnold Kegel, o médico que desenvolveu esta técnica).

 

Imite os grilos para evitar a perda de urina

Se sentir uma necessidade repentina de ir à casa de banho, sente-se e esfregue o seu tornozelo direito pela canela da sua perna esquerda abaixo (ou vice-versa). Mantenha uma pressão constante ao longo de todo o movimento. Esfregar as pernas uma na outra desta forma inibe as contrações da bexiga, exercendo pressão sobre o dermatoma L5, a área de pele inervada pelo nervo que transmite a necessidade de urinar.

 

Aprenda os exercícios para o pavimento pélvico

  • A reeducação do períneo é essencial, sobretudo se se sofre de incontinência de esforço. O ginecologista americano Arnold Kegel foi o primeiro a preconizar e desenvolver exercícios destinados e reforçar o pavimento pélvico. Trata-se simplesmente de contrair e depois relaxar o pavimento pélvico várias vezes, a fim de reforçar os músculos que retêm a urina.
  • A melhor maneira de identificar o grupo muscular que suporta a bexiga é urinar normalmente, depois interromper bruscamente o fluxo; os músculos que usou para isso são os que se pretendem fortalecer (este teste tem como única finalidade a identificação dos músculos – não é, em si, um exercício e é de evitar repeti-lo demasiado, pois não faz bem à bexiga).
  • Contraia os músculos durante um ou dois segundos, depois descontraia-os. Repita duas vezes, três a cinco vezes por dia. Como toda a ação é interna e imperceptível para as outras pessoas, poderá fazer estes exercícios em qualquer lado: na fila do supermercado, na paragem de autocarro, enquanto toma um duche, a ver televisão. etc.
  • À medida que os seus músculos se vão fortalecendo, aumente o tempo de contração para 5 segundos, e assim sucessivamente até atingir o objetivo, que são 15 segundos.
  • Se sente a iminência de um ataque de riso, tosse ou espirros ou qualquer outra coisa que possa exercer pressão sobre a bexiga, faça rapidamente um exercício Kegel para prevenir qualquer acidente.

 

Incontinência Urinária

Incontinência Urinária

Algumas bebidas podem aumentar a  vontade de urinar

  • Se tem problemas de incontinência urinária por imperiosidade (micção involuntária na sequência de uma vontade urgente de urinar), reduza ou interrompa a ingestão de bebidas com cafeína. Além do seu efeito diurético, a cafeína pode provocar contrações da bexiga e desencadear uma urgência de micção. Não tome mais de 200 mg de cafeína por dia, o equivalente a pouco menos de duas xícaras de café.
  • Evite o álcool. Tal como a cafeína, o álcool aumenta a produção de urina por parte do organismo. Não beba mais do que uma cerveja, um copo de vinho ou um cocktail por dia.
  • Não reduza a ingestão de líquidos para tentar produzir menos urina. Isso pode levar à desidratação e aumentar o risco de infeção urinária e de pedras nos rins. Como toda a gente, deve beber cerca de 2 L de água por dia.

 

Alguns alimentos podem irritar a bexiga e causar a incontinência urinária

  • Reduza os morangos, o ruibarbo e os espinafres na sua alimentação e verifique se faz diferença. Estes alimentos contêm um elevado teor de oxalatos, que irritam a bexiga.
  • Evite adoçantes e corantes artificiais, pois podem também irritar a bexiga.

 

Siga uma rotina

Se tem problemas com a incontinência por imperiosidade, adquira o hábito de urinar de três em três horas, quer tenha vontade, quer não. Use um relógio digital e ligue o despertador se precisar de um lembrete. Algumas pessoas passam demasiado tempo sem urinar, não percebendo que a sua bexiga já está cheia. O fato de criar uma rotina ajuda a evitar este problema.
Se não aguenta três horas sem urinar, vá à casa de banho á hora certa. de hora a hora. A cada três ou quatro dias, tente aguentar mais alguns minutos antes de ir. A partir de certa altura, deve ser capaz de aguentar três horas inteiras entre as idas à casa de banho.

 

Passe mais algum tempo na casa de banho para prevenir a incontinência urinária

Na casa de banho, não tenha pressa em esvaziar a bexiga. Se é mulher, mantenha-se sentada até achar que não tem mais urina e depois permaneça ainda mais um bocado. Em alternativa levante-se e volte a sentar-se. Assim, a bexiga contrai-se espontaneamente várias vezes para expulsar a urina residual. Se é homem e urina de pé, basta manter-se mais uns momentos defronte da retrete, descontraindo-se, para expulsar toda a urina. O fato de passar mais tempo na casa de banho para ter a certeza de que a sua bexiga está completamente vazia ajudará a evitar acidentes.

 

Incontinência de esforço nas mulheres

  • Se sofre de ligeira incontinência de esforço, use um tampão extra-absorvente na vagina. O tampão exerce pressão contra a uretra, ajudando-a a manter-se fechada. Para facilitar a inserção, umedeça o tampão com um pouco de água. Remova-o sempre antes de ir para a cama. Se sofre deste tipo de incontinência quando faz desporto, reserve o uso do tampão só para essas alturas.
  • Outra opção: reforçar os músculos vaginais através da inserção de pesos cônicos que se inserem na vagina e se tenta reter. Estes cones vaginais existem em vários pesos (de 5 a 60 g), sob a forma de uma bateria de cones ou de um cone único, que se carrega com vários pesos, sendo o objetivo aumentar gradualmente a carga à medida que os músculos vaginais e pélvicos se tonificam.
  • Pode também procurar na Internet um aparelho chamado PelvicToner – descrito como «treinador vaginal de resistência progressiva», que se diz ser mais eficaz do que os cones ou os exercícios de Kegel.

 

Fazer exercício pode evitar a incontinência urinária

O excesso de peso exerce pressão sobre a bexiga. A atividade física regular ajudá-lo-á  a perder os quilos indesejáveis (o cuidado com a alimentação será outra ajuda, como é óbvio).

 

Perda de urina com sangue

Se tiver sangue na urina, se esta se apresentar turva ou sentir dor ou uma sensação de ardor ao urinar, consulte o médico. Tudo isso pode ser sinal de infeção bacteriana, pedras nos rins ou tumor na bexiga. Também deve consultar o médico se a sua incontinência o impedir de levar uma vida normal ou se suspeitar de que algum medicamento que esteja a tomar possa estar na origem do problema.

 

Botox para tratar a incontinência urinária

Alguns especialistas propõem aos seus doentes injeções de Botox para tratar a incontinência urinária. Este tratamento que começa a ser reconhecido pelos profissionais de saúde, atua diminuindo temporariamente a atividade de um músculo que controla o esvaziamento da bexiga, impedindo-a de esvaziar-se involuntariamente.

 

Devo consultar o médico???

A incontinência pode ser altamente limitativa na vida quotidiana. Mesmo que se sinta embaraçado, conserve com o médico, pois existem soluções. O tratamento, seja ele de reeducação, com medicamentos, cirurgia ou mesmo alguns remédios caseiros depende do tipo de incontinência e do nível de perturbação causado. O médico quererá saber se está a fazer alguma outra medicação, pois há remédios que podem estar na origem do problema. Consulte-o também se detetar sangue na urina, se esta se apresentar turva ou se a micção for dolorosa (sensação de ardor). Estes sintomas podem denunciar infeção bacteriana, cálculos renais ou tumor na vesícula.


GD Star Rating
loading...
Incontinência urinária, 4.5 out of 5 based on 19 ratings

  One Response to “Incontinência urinária”

  1. bons programas educativos naturais

 Leave a Reply

(Obrigatóriol)

(Obrigatório e Verdadeiro)

Copy Protected by Chetans WP-Copyprotect.