Skip to content
Remédios Caseiros

Emagrecer

Casal tentando emagrecer rápido

Emagrecer de forma natural ou perder peso  em contexto da medicina, saúde ou fitness, é a redução de massa corporal de uma pessoa ou animal. Este emagrecimento pode ser pela perdida de líquidos retidos no organismo, gorduras e até músculos.

O emagrecimento pode ser geral, ou seja, perda de massa corporal igual por todo o corpo ou emagrecimento localizado, que como o nome o indica afeta apenas uma zona ou área especifica.

Emagrecimento Geral

O emagrecimento geral pode ser não intencional, como no caso de doenças crônicas como a tuberculose, câncer de pulmão e do aparelho digestivo, diabetes, hipertiroidismo, stress,  doenças que causam vomito e diarreia, entre outras.

Mas também existe o emagrecimento intencional, que é quando a pessoa faz um esforço para conseguir perder peso, nomeadamente seguindo dietas para emagrecer, exercício na academia,  e tudo aquilo que seja com o objetivo de melhorar a saúde e ou aparência.

O emagrecimento terapêutico, em especial em pessoas muito obesas, pode diminuir o risco de aparecimento de doenças como hipertensão arterial, doenças de coração e alguns tipos de câncer.

Mas atenção, as dietas radicais ou mal controlados podem produzir desnutrição, anemias, atrofias musculares, hipovitaminoses e também desequilíbrios hídricos e electrolíticos.

Controlar o peso é melhor do que emagrecer

Manter um peso equilibrado e estável e muito melhor do que engordar para depois seguir uma dieta para emagrecer.

O peso das pessoas pode avaluado calculando o seu índice de massa corporal (IMC) que é um método simples e muito usado para estimar ou calcular a quantidade de gordura que temos acumulado no corpo.  O IMC foi desenvolvido pelo antropometrista belga Lambert Adolphe Jacques Quételet.

O IMC é calculado fazendo a divisão do peso da pessoa pela sua altura ao quadrado, ou seja,  kg / m². Um resultado entre 25 e 29,9 e considerado como excesso de gordura no corpo e maiores do que 30 é obesidade.

No ano 2000 a Organização Mundial da Saúde (OMS) estabeleceu uns valores para o IMC, os quais foram ajustados ou reavaliados em 2010, vejamos quais são:

  • Um IMC menor de 18,5 é considerado peso abaixo do normal.
  • Um IMC entre 18,5 e 24,9 é peso normal.
  • Um IMC entre 25,0 e 29,9 é considerado peso à mais.
  • Um IMC entre 30,0 e 34,9 é obesidade classe I ou leve.
  • Um IMC entre 35,0 e 39,9 é obesidade classe II.
  • IMC de 40,o ou mais é considerado obesidade classe III, grave ou obesidade mórbida.

Os médicos têm em conta a raça, a etnia,  a massa branca (músculos) idade, sexo e outros fatores que podem afetar o calculo do IMC. O calculo pode ser errado em pessoas muito musculadas e também em idosos.

A obesidade leve é um fator de risco para acidentes cardiovasculares  e por essa razão é muito importante tentar manter o seu peso entre os 18,5 e os 29,0 da escala do IMC.

 O que é a obesidade?

A obesidade é uma doença muitas vezes crônica que se carateriza pela acumulação em excesso de gorduras no corpo, principalmente no tecido adiposo.  A cada ano em todo o mundo morrem  pelo menos 2,8 milhões de pessoas adultas devido a obesidade.

A obesidade já alcançou proporções epidêmicas a nível mundial. Antes era considerado um problema dos países mais ricos e desenvolvidos, mas atualmente também afeta um grande número de pessoas nos países considerados mais pobres.

Obesidade Mórbida

A obesidade mórbida, grave ou de classe III é o nome dado a obesidade que tem um índice de  IMC maior do que 40.

Este tipo de obesidade diminui em muito a expetativa de vida, causa falta de capacidade para efetuar várias tarefas ou movimentos e problemas psicológicos e sociais. Por todos estes efeitos é considerado um problema de saúde pública em muitos países. Muitas vezes é devido as constantes mudanças dos costumes sociais e alimentares da sociedade.

Casal tentando emagrecer rápido
Remédios caseiros para emagrecer

Emagrecimento localizado

O emagrecimento  localizado ou redução de gorduras localizadas é um termo, muitas vezes considerado um mito, de que se consegue reduzir a gordura acumulada  apenas em uma área especifica do corpo.  Muita gente acredita nisto, mas a maioria dos nutricionistas dizem que não é possível queimar gorduras localizadas fazendo apenas dietas e exercícios, já que também se perde gorduras no resto do corpo.

Hoje em dia existem algumas máquinas que prometem queimar gorduras de forma localizada, mas estas máquina em geral são muito caras, assim como as sessões ou consultas.  Existem também alguns cremes milagrosos que prometem secar a barriga, emagrecer as coxas, etc.

Dietas para emagrecer

Uma dieta é a quantidade de alimentos e bebidas que ingerimos durante um período de 24 horas, sem ter em conta se cobre as necessidades de nutrição.

Normalmente quando se fala em dieta as pessoas pensam logo em restrição de alimentos para conseguir emagrecer e obter o peso ideal, no entanto também dietas para engordar ou ganhar peso. Seja ela para emagrecer ou para engordar, o mais importante é que seja uma dieta equilibrada.

Uma dieta será considerada equilibrada se ela aportar todos os nutrientes e energia que permitam que o organismo efetue todas as funções em um contexto de saúde física e mental.  Cada pessoa tem as suas próprias necessidades alimentares, por essa razão uma dieta equilibrada vária de pessoa para pessoa, temos de ter em conta fatores como, sexo, idade, peso e condições de saúde. Existem também fatores geográficos, sociais, econômicos e patológicos que podem influencia o equilíbrio de uma dieta.

Tipos de dietas

Atendendo aos fatores culturais e a origem biológica dos alimentos, atualmente podemos dizer que existem 3 tipos de dietas:

  1. Dieta Omnívora: é aquela dieta que é constituída por alimentos de origem animal e vegetal. É a mais comum e mais recomendável.
  2. Dieta Carnívora: dieta onde os alimentos de origem animal predominam.
  3. Dieta Vegetariana: A dieta vegetariana não utiliza qualquer tipo de alimento de origem animal, apenas futas, hortaliças e vegetais.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.